Siga-nos

Perfil

Expresso

Web Summit

Paddy Cosgrave: "Se esta é a vossa primeira vez em Portugal, não será a última"

António Cotrim/ Lusa

O fundador da Web Summit elogiou o país e a cidade de Lisboa e recordou que o evento fica em Portugal por mais uma década

"Levantem-se e apresentem-se a duas a três pessoas ao vosso lado". Este foi um dos primeiros desafios deixado pelo fundador e diretor executivo da Web Summit, no arranque do evento esta segunda-feira em Lisboa.

Paddy Cosgrave entrou numa sala em ovação, no mesmo palco em que já tinha estado nos dois últimos anos em Lisboa. A Altice Arena está cheia e quem não conseguiu entrar fica do lado de fora, com ecrãs gigantes a transmitirem o que se passa cá dentro.

Cá dentro, o enorme palco cheio de cubos coloridos que vão mudando de cor e que se vão afastando para dar a ideia que estão a voar é igual ao do ano passado.

Paddy Cosgrave elogiou um país e uma cidade "especiais" e deixou uma garantia. "Se esta é a vossa primeira vez em Portugal, não será a última", começou assim o fundador e diretor-executivo da Web Summit, recordando que o evento fica mais dez anos em Lisboa.

Paddy deu as boas vindas ao secretário-geral das Nações Unidas António Guterres, ao primeiro-ministro português António Costa, ao presidente da câmara de Lisboa Fernando Medina... e à mulher e ao filho. "Obrigado por me aturarem", brinca.

E resumiu assim o evento: "A Web Summit é sobre ouvir pessoas brilhantes a falar, mas também sobre conhecer novas pessoas, ligar-se a outras pessoas". E continuou: "A tecnologia está a virar ao contrário o que conhecemos sobre o trabalho, a sociedade, a política, a economia..."