Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Um pezinho de fé

Alcatifas pisadas pelo Papa dão origem a milhares de registos cuja venda, nos dias 15 e 16 de Maio, vai reverter a favor de projectos sociais. Dois jovens da Universidade Católica coordenam o projecto Pé de Fé.

Rosália Amorim

A ideia para o Pé de Fé nasceu no âmbito de um projecto de empreendedorismo social a que se uniram dezenas de parceiros empresariais e individuais. João Albuquerque e Ana Perestrello juntaram-se à causa e foram nomeados pela professora Catarina Holstein ,da Universidade Católica Portuguesa, como cooordenadores deste projecto. São alunos do curso de Gestão, do terceiro e segundo ano, que dão "tempo pelos outros", afirma João Albuquerque.

Durante a última semana o que fizeram foi aproveitar as alcatifas pisadas pelo Papa, a 11 de Maio no Aeroporto de Lisboa e a 14 de  Maio no Aeroporto do Porto, recortando-as e transformando-as em registos católicos.

"Tinhamos  a alcatifa, mas o resto da "máquina" tivemos que montar. Hoje estão ligadas cerca de 100 pessoas que ajudaram na produção, logística e distribuição, muitas delas apoiantes de iniciativas de empreendedorismo social. A produção dos registos foi realizada na Easy Bus/Grupo Barraqueiro, que cedeu o espaço para a produção", conta. Esta é uma das empresas que se associaram.

A venda começa este fim-de-semana (15 e 16 de Maio) um pouco por todo o país e, sobretudo, junto das paróquias, e reverterá a favor de projectos de empreendedorismo social e inclusivo. Os registos que não forem vendidos já neste fim-de-semana, serão nos fins-de-semana seguintes, dando continuidade à acção.

"Até agora produzimos 16.000 registos e não usamos toda a alcatifa, porque tem, ao todo, 500 metros quadrados", revela João Albuquerque. "O valor que vamos angariar depende muito da adesão dos portugueses a este projecto e também do que cada um quererá doar. Sugerimos um donativo de 5 euros, mas todos estão livres de contribuir com mais."

O esforço de distribuição destes milhares de registos valerá a pena, assegura. "Há muitos projectos de empreendedorismo social  e garantimos que vamos apoiar todos aqueles que querem apenas uma oportunidade para darem um passo à frente na sua vida."  Em vez de dar o peixe, dão a cana para pescar e ajudar a desenvolver esses projectos, explica João.

A transparência da gestão deste projecto será exposta num blog aberto a todos (http://registodeumcaminhosanto.blogspot.com/).