Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Subida do caudal do Tejo pode agravar situação

O caudal do Tejo deve subir nas próximas horas e trazer dificuldades às zonas ribeirinhas. O mau tempo atinge quase todo o país. Só o Algarve não se encontra em alerta amarelos.

O comandante Marco Martins da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) disse hoje que no distrito de Santarém "há probabilidade de o caudal do rio Tejo subir nas próximas horas" e tornar mais difíceis as situações nas  regiões ribeirinhas.

O distrito de Santarém é aquele onde há uma maior incidência de registos de inundações, com estradas cortadas, campos alagados, e outras áreas inundadas, disse a mesma fonte.

O responsável referiu que estão a ser especialmente monitorizados os concelhos ribatejanos de Constância, Abrantes, Vila Nova da Barquinha, Golegã, Alpiarça, Cartaxo, Coruche, Benavente e Santarém.

No distrito de Aveiro há "um conjunto significativo" de estradas cortadas, três no concelho de Águeda e uma no de Ovar.

Estão também afetados os distritos de Braga, Portalegre, Coimbra, Setúbal, Viseu e Lisboa.

EN9 já foi reaberta

A Estrada Nacional (EN) 9, que esteve submersa devido às cheias, foi reaberta ao trânsito junto às localidades do Paul e Fonte Grada, no concelho de Torres Vedras.

As cheias foram provocadas pelo transbordo de afluentes do Rio Sizandro, cujo caudal está também no seu limite.

A EN 10, em Vila Franca de Xira, que esteve cortada ao trânsito devido a inundação, foi já reaberta ao tráfego, anunciou a ANPC.

No concelho de Resende, no distrito de Viseu, a povoação de Valonguinho, na freguesia de Barrô, continua isolada devido ao desabamento de parte da estrada municipal que lhe dá acesso, disse a mesma fonte.

Segundo Marco Martins os serviços municipais de proteção civil estão já a trabalhar no local e "muito em breve o acesso será reaberto".

"Alerta amarelo" para quase todo o país

Neste mesmo concelho, a estrada municipal 537 que liga Barrô a Penajoia está "cortada devido a deslizamento de terras".

No distrito de Setúbal, no concelho de Santiago do Cacém, regista-se a "submersão parcial da estrada municipal 1085 que liga Bresos a Vila Nova de Santo André".

No continente a ANPC reporta problemas na circulação de viaturas, devido ao mau tempo, nos distritos de Braga, Aveiro, Coimbra, Viseu, Santarém, Setúbal e Lisboa.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou o território continental em "alerta amarelo" à exceção do Algarve. Este alerta condiciona as atividades dependentes da situação atmosférica.

A previsão deste instituto para hoje é de "céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados de trovoada e rajadas localmente fortes, em especial nas regiões do norte e centro".

O IPMA prevê ainda queda de neve na Serra da Estrela e descida da temperatura nas regiões do interior.