Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Novas espécies descobertas graças ao Google Earth

Um grupo de investigadores do Jardim Botânico Real de Kew encontrou espécies de plantas e animais ainda por catalogar depois de ter localizado uma vasta área inexplorada em Moçambique com a ajuda da ferramenta da Internet.

Raquel Pinto*

Dar a volta ao mundo sem sair do computador não é uma miragem. Com o Google Earth, um globo virtual, poderá viajar e ver imagens satélite de qualquer ponto do Planeta. Mas as maravilhas desta ferramenta da Internet não se ficam por aqui. Um grupo de pesquisadores do Jardim Botânico Real de Kew, no Reino Unido, localizou um 'paraíso perdido' de espécies desconhecidas no sudeste africano.



O Monte Mabu, no norte de Moçambique, conhecido apenas pelos habitantes locais, foi identificado em 2005 quando Julian Baillys navegava à procura de zonas para um projecto de conservação - com registo de fortes precipitações e a uma altitude de 1600 metros do nível do mar. O Google Earth mostrou alguns lugares inexplorados, embora a maioria na Papua-Nova Guiné. Mas durante a análise dos mapas retirados do programa, a sua atenção focou-se numa vasta área no coração montanhoso no norte da ex-colónia portuguesa: cerca de 80 km quadrados de floresta.



Uma região virgem é o sonho para qualquer biólogo. A preservação do Monte Mabu poderá ter resultado pelo facto de ser uma região de difícil acesso e o valor como refúgio durante a guerra civil do país entre 1975 e 1992.



A descoberta levou a uma expedição ao local entre Outubro e Novembro passados: 28 cientistas de seis países embarcaram com vista à recolha das espécies que ali habitam.

"A fenomenal diversidade é impressionante", revelou à agência 'Reuters' Jonathan Timberlake, o líder da equipa que recolheu mais de 500 amostras de plantas. Entre as centenas de espécies levadas agora para o Reino Unido, a fim de serem analisadas, constam recentes descobertas biológicas, como por exemplo, novas espécies de três borboletas, de uma víbora, de um insecto hemíptero e várias populações de plantas.



Neste momento, o Jardim Botânico Real de Kew já está a trabalhar com o governo de Moçambique no sentido de proteger a área descoberta e incentivar a população local à sua preservação.