Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Mulheres para editar a Wikipédia, procuram-se

Cartaz do o encontro de edição colectiva Arte e Feminismo & WikiD - Edit a Thon Lisboa 2015

Editar no feminino e em português e levar cada vez mais mulheres a introduzir informação na Wikipédia é o objetivo de um encontro a realizar em Lisboa e em muitas outras cidades do mundo. "Falta de participação feminina na produção gera uma distorção nos conteúdos disponíveis."

Lisboa é um dos 75 locais, em três continentes, onde vai ser assinalado um acontecimento mundial, no fim de semana de 7 e 8 de março. Na Universidade Lusófona, acontece "Arte e Feminismo & WikiD - Edit a Thon Lisboa 2015", que tem como principal objetivo "minimizar a quase ausência de mulheres editoras a publicar na Wikipédia, com foco para as temáticas sobre arte, feminismo e arquitetura".  

A razão deste "evento satélite" do "Art+Feminism Edit-a-Thon", que decorre no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque em conjunto com o WikiD - Women Wikipedia Design, organizado pelo coletivo ArchiteXX, prende-se com o facto de um grupo de mulheres portuguesas querer despertar as cidadãs e levá-las a ajudar a inverter a falta de informação feminina.

Em Portugal, o acontecimento tem a sua originalidade, já que junta duas ações internacionais distintas, como diz ao Expresso Patrícia Santos Pedrosa, uma das organizadoras. O fim é o mesmo, pôr mais mulheres na Wikipédia, mas une duas áreas disciplinares distintas, a arquitetura e as artes.  

A arquiteta e professora universitária estava a montar a Wiki da arquitetura no feminino, "por interesse académico e ativismo pessoal", quando "tropeçou" na iniciativa da produtora Marta Raquel Fonseca e da professora e artista norte-americana Maile Colbert (mencionamos estes três nomes mas a escala é maior), que pretendiam realizar a Wiki para as artes também no feminino, mas debatiam-se com o problema do espaço físico.   

"O mais importante é montar as redes, com estratégia, entranhando e enraizando...", frisa a académica, entusiasmada com mais este projeto, já que também está a organizar, para o final de março, o 2º Congresso Internacional de Arquitetura e Género.  

Mais mulheres na net, mas poucas a editar 

Um estudo de 2011 indica que o número de mulheres a contribuir para a Wikipédia estava a subir. E o objetivo dos fundadores desta enorme enciclopédia online era chegar aos 25%. Mas a realidade é que 91% dos editores são homens e o problema é que "a falta de participação feminina na produção gera uma distorção nos conteúdos disponíveis".  

Trata-se de uma situação curiosa se se tiver em conta outros estudos, mais alargados, que indicam que as mulheres passam mais tempo a navegar na web do que os homens. Porque será que não se interessam por editar conteúdos na Wikipédia? É que esta falta de mão feminina representa, segundo a organização, "uma ausência alarmante na construção deste repositório de partilha de conhecimento cuja importância é cada vez maior".  

A união de vontades ("é a única Wiki que junta as duas ações - num país pequeno como o nosso, o que temos é de juntar esforços", diz Patrícia Santos Pedrosa) vai resultar num encontro no próximo dia 7, na Universidade Lusófona, em Lisboa, com a manhã dedicada a uma "lição" sobre como editar na Wikipédia e a tarde para "trabalhar, trabalhar", isto é, "fazer entradas" em língua portuguesa sobre mulheres ligadas à arquitetura e às artes, sejam elas portuguesas ou estrangeiras. Neste último caso podem até ser traduções de artigos já existentes na enciclopédia online. 

Para Pedrosa, o encontro duplo Wiki em Lisboa, apesar de ainda não se ter concretizado, já conta algo diferente: "Foi juntar, ao contrário do que se faz, que é separar, compartimentar, pôr de costas. O que nós queremos é rede, informação a circular. E de qualidade, sustentada pela academia, porque esta sabe fazer as coisas. É a mistura entre ativismo, visibilidade e academia".

As inscrições para a iniciativa "duas em uma" estão abertas até dia 5 de março, bastando para o efeito enviar um mail para editathonlx@gmail.com.