Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Motorista de Sócrates deixa prisão preventiva para ficar em domiciliária

FOTO RUI VALIDO

João Perna vai para casa nos próximos dias. Colaboração com o Ministério Público foi determinante para libertar o motorista de José Sócrates.

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Jornalista de Sociedade

O procurador Rosário Teixeira e o juiz Carlos Alexandre concordaram com o pedido da defesa de João Perna e aceitaram libertar o ex-motorista de José Sócrates. "Era o nosso grande objetivo e estamos muito contentes", confirma o advogado Ricardo Marques Candeias. 

João Perna foi ouvido pela segunda vez na última quinta-feira e prestou "esclarecimentos complementares" que levaram Rosário Teixeira a promover a alteração das medidas de coação para prisão domiciliária. 

Por enquanto, o motorista vai continuar preso preventivamente na cadeia da PJ enquanto os serviços prisionais preparam o processo de transferência para casa. João Perna passará a usar uma pulseira eletrónica e não poderá sair de casa.

Está preso desde o dia 21 de novembro e foi indiciado pelos crimes de fraude fiscal e branqueamento de capitais.