Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Morreu o violoncelista do Madredeus, Francisco Ribeiro (1965-2010)

O músico Francisco Ribeiro, um dos fundadores e também vocalista do Madredeus,  morreu ontem, aos 45 anos, vítima de cancro. (Veja no final do texto vídeos colocados no YouTube)

O violoncelista Francisco Ribeiro, ex-Madredeus que faleceu ontem em Lisboa, assumia a voz como o seu segundo melhor instrumento. 

"Adoro cantar, a voz é o meu segundo melhor instrumento e já tinha feito algumas vocalizações com os Madredeus", recordou Francisco Ribeiro, em declarações à agência Lusa em junho de 2009.

Do Madredeus ao Desiderata

No álbum "A Junção do Bem", primeiro a solo e no âmbito do novo projeto musical Desiderata, que dirigia, Francisco Ribeiro assumia a interpretação vocal de alguns temas.  

O compositor saiu em 1997 do agrupamento Madredeus, do qual foi um dos seus fundadores, tendo colaborado posteriormente no projeto Os Poetas, com dois ex-Madredus, Gabriel Gomes e Rodrigo Leão, e participado em parcerias dispersas. 

Com o virar do século, Francisco Ribeiro rumou ao Reino Unido, onde se licenciou em composição, aperfeiçoou estudos em violoncelo e integrou a Stroud Symphony Orchestra e a Gloucester Symphony Orchestra.  

O regresso a Portugal deu-se em 2006, onde veio a falecer, ontem, de cancro.