Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Morreu Montalvão Machado

Fundador e militante nº 10 do Partido Socialista, Júlio Montalvão Machado morreu segunda-feira em Vila Real.

www.expresso.pt com Agência Lusa

O fundador do PS Júlio Montalvão Machado morreu segunda-feira, aos 83 anos, informou o secretário-geral do PS, António José Seguro, que lamentou, numa nota de pesar, a morte de "um dos mais ilustres democratas".

Para António José Seguro, o falecimento de Júlio Montalvão Machado, republicano e antifascista, deixa ao país "uma personalidade única, a quem a República e a democracia muito devem".

Oftalmologista de profissão, Júlio Augusto de Morais Montalvão Machado foi um dos fundadores da Ação Socialista Portuguesa e, depois, do Partido Socialista.

Fez parte da Comissão Nacional e da Comissão Diretiva do PS, tendo exercido todas as funções partidárias em Vila Real, distrito de onde era natural.

Foi presidente honorário da Federação Distrital do PS de Vila Real, governador civil de Vila Real (1974-1975), deputado (1979-1980) e presidente da Assembleia Municipal de Chaves (1993-2001).

Perseguido pelo regime do Estado Novo, Montalvão Machado só viria a ser autorizado a exercer funções profissionais no Serviço Nacional de Saúde após o 25 de Abril de 1974.

"A ética republicana era, para o Dr. Júlio, a sua inspiração de vida. Ao longo dos anos, Júlio Montalvão investigou história política portuguesa, em especial o pós Invasões Francesas e o período da implantação da República. A história dos Defensores de Chaves (1912) e a vida de António Granjo, primeiro-ministro em 1920/21 e seu familiar, foram a base das suas inúmeras publicações", lembra António José Seguro no site do PS.

Militante do Partido Socialista, com o cartão nº10, transmontano nascido em Vila Real a 27 de julho de 1928, era irmão do advogado e político do PSD Mário Montalvão Machado, falecido há dois anos, e filho do magistrado e escritor Júlio Augusto Montalvão Machado e de sua mulher Olinda de Morais.