Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Morreu Armando Marques Guedes

Primeiro presidente do Tribunal Constitucional morreu hoje, aos 92 anos, em Lisboa.

O primeiro presidente do Tribunal Constitucional, Armando Marques Guedes, morreu hoje, aos 92 anos, em Lisboa, disse à agência Lusa o professor universitário e ex-ministro Diogo Freitas do Amaral.

Armando Manuel Marques Guedes nasceu em 1919 e doutorou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, especializado em Direito Constitucional, Administrativo e Internacional.

Foi também professor na Escola de Direito da Universidade Católica e em vários institutos superiores militares, nomeadamente o Instituto de altos Estudos Militares em Pedrouços, Lisboa, onde ensinou Ciência Politica e Direito Internacional.

Freitas do Amaral salientou à Lusa que Armando Marques Guedes, "deixa importante obra científica e introduziu em Portugal o ensino do Direito Internacional Marítimo".

"Defino-o como um universitário muito competente"

O Tribunal Constitucional foi criado com a revisão constitucional de 1982 e Armando Marques Guedes foi o primeiro presidente do novo órgão, durante dois mandatos.

"Defino-o como um universitário muito competente, exclusivamente dedicado às suas funções académicas, sendo que a presidência do Tribunal Constitucional foi uma extensão dessa atividade, pois era professor de Direito Constitucional e foi por essa razão que foi escolhido pelos principais partidos", disse Freitas do Amaral, que foi aluno de Armando Marques Guedes em 1958-59.

Freitas do Amaral salientou ainda que Armando Marques Guedes "foi um excelente presidente do Tribunal Constitucional, ainda com a circunstância de ter sido o primeiro presidente e ter ajudado a pôr de pé uma instituição que Portugal nunca tinha tido".

"Acima de tudo, era um homem bom, muito amigo e aberto ao diálogo com todos. Creio que terá falecido sem deixar um único inimigo", acrescentou.

Armando Marques Guedes era pai de Luís Marques Guedes, secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros.