Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Morreu a escritora Maria Lúcia Lepecki

Maria Lúcia Lepecki morreu ontem vítima de cancro. A escritora e ensaísta brasileira residia há décadas em Portugal. 

A escritora e ensaísta brasileira Maria Lúcia Lepecki morreu ontem aos 71 anos em Lisboa, vítima de cancro, disse à agência Lusa o escritor Baptista-Bastos.

Maria Lúcia Lepecki nasceu em Axará, no estado de Minas Gerais, no Brasil, mas estava radicada há várias décadas em Portugal, sendo uma profunda conhecedora da literatura portuguesa.

Brasileira de nascimento e portuguesa por casamento, Maria Lúcia Lepecki estudou em Paris, foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian e professora catedrática na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

De acordo com a biografia disponibilizada pela Direção-Geral do Livro e das Bibliotecas, Camilo Castelo Branco foi o centro da tese de doutoramento de Maria Lúcia Lepecki em 1967, já depois de ter feito uma licenciatura em Filologia Românica no Brasil.

"Defensora da cultura portuguesa"

Baptista-Bastos referiu-se a Maria Lúcia Lepecki como uma "ensaísta notabilíssima e uma defensora da cultura portuguesa".

Colaborou em várias revistas e jornais portugueses e estrangeiros, sobretudo na área da literatura, como a Colóquio/Letras e o suplemento literário do Estado de São Paulo.

Em 2004, recebeu o prémio de ensaio literário da Associação Portuguesa de Escritores.

Em 2008, por ocasião do encontro literário Correntes d´Escritas, na Póvoa de Varzim, Maria Lúcia Lepecki manifestou-se publicamente contra o novo acordo ortográfico.