Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Macau: Morreu antigo governador Almeida e Costa

A sua passagem por Macau fica marcada pelo lançamento de projetos importantes para o futuro do território: a nova Taipa e o aeroporto, entre outros empreendimentos.

O antigo governador de Macau Almeida e Costa faleceu ontem em Lisboa, após doença prolongada, disse à Agência Lusa um amigo de longa data deste oficial da Marinha portuguesa.

Segundo o coronel Amaral de Freitas, o estado de saúde de Almeida e Costa agravou-se nos últimos meses, tendo falecido às 16h de domingo, 25, no Hospital da CUF, em Lisboa.

O corpo vai estar na capela de São Roque, nas instalações do Estado maior da Armada, estando o funeral marcado para as 10h de terça-feira, 27, no cemitério de São João do Estoril.

Fernando Vasco Leote de Almeida e Costa nasceu em 1932 e como oficial da Marinha passou por Goa e Guiné-Bissau, onde foi distinguido com a Cruz de Guerra de 1.ª classe.

"Obra notável"

Após o 25 de Abril foi ministro da Administração Interna durante o governo de Pinheiro de Azevedo, entre Setembro de 1975 e Julho de 1976.

Em 23 de Junho de 1976, tornou-se primeiro-ministro interino após Pinheiro de Azevedo ter sofrido um ataque cardíaco durante a sua campanha presidencial e assim continuou até ao fim do mandato de Pinheiro de Azevedo, quando este foi substituído por Mário Soares.

Posteriormente, Almeida e Costa foi 134.º Governador de Macau, entre Junho de 1981 e Maio de 1986.

A sua passagem por Macau fica marcada pelo lançamento de projetos importantes para o futuro do território: a nova Taipa e o aeroporto, entre outros empreendimentos.

"Como governador de Maceu fez uma obra notável", lembrou o coronel Amaral de Freitas.