Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Hank Jones (1919- 2010)

Morreu o pianista de jazz Hank Jones, aos 91 anos.

O pianista norte-americano Hank Jones, uma das lendas do jazz, morreu no domingo em Nova Iorque aos 91 anos, informou hoje o seu empresário Jean-Pierre Leduc.  

Hank Jones tinha estado em Novembro passado em Portugal para actuar no festival Guimarães Jazz e na Culturgest, em Lisboa, com uma formação em trio. 

Na altura, em entrevista à agência Lusa, Hank Jones afirmou que estava com força e entusiasmo para continuar a tocar e a gravar enquanto pudesse.  

Pianista para o resto da vida

"Tenciono continuar a fazer isto durante o resto da minha vida, ou seja, por mais uns 200 ou 300 anos", disse então, soltando uma gargalhada. 

Hank Jones nasceu no estado do Mississípi, numa família com tendência para a música e que deu ao mundo três grandes nomes do jazz americano: o pianista, o baterista Elvin Jones, que acompanhou John Coltrane, e o trompetista Thad Jones. 

"Acho que Nosso Senhor foi bom para a nossa família. A minha mãe tocava piano, o meu pai guitarra. Ele gostava de me ver tocar piano na Igreja. Nenhum de nós teve aprendizagem formal. Eu era o mais velho dos rapazes, tinha duas irmãs mais velhas e três mais novas que também tocavam piano e cantavam. Acho que fui influenciado pela minha mãe", contou. 

O pianista contou que, além do piano, a família tinha uma pianola que tocava rolos (os antecessores dos discos) gravados por pianistas como James P. Johnson e Jelly Roll Morton. 

Apesar de sofrer de cancro na próstata, essa não foi a causa da sua morte. 

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.