Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Cientistas criam película anti-derrame

Investigadores do MIT desenvolveram uma membrana impermeável e reciclável capaz de absorver até 20 vezes o seu peso em petróleo. (Veja o vídeo no final do texto)

A nova arma na luta contra os derrames de petróleo e de outros poluentes pode surgir sobre a forma de uma membrana que se assemelha ao papel. A invenção foi desenvolvida por uma equipa de investigadores do MIT-Massachusetts Institute of Technology e vem descrita na edição de hoje da revista 'Nature Nanotechnology'.

"O que descobrimos foi que, a partir de um emaranhado de nanofios, podemos fazer papel capaz de absorver da água líquidos semelhantes ao petróleo", afirmou o líder da equipa, Francesco Stellaci, num comunicado à imprensa.

A membrana é capaz de absorver até 20 vezes o seu peso em petróleo e pode ser reciclada várias vezes no futuro. Para além da sua aplicação ambiental, poderá ainda ser usada na filtragem e purificação de água. Não só pode ser fabricada a um preço mais baixo que outros nanomateriais, como é totalmente impermeável à água, o que faz com que seja mais eficaz que outras soluções desenvolvidas anteriormente, que absorvem alguma água.

"O nosso material pode ser deixado um a dois meses na água que, quando o retiramos, ainda está seco", sublinhou Stellaci. "Mas se essa água contiver contaminantes hidrofóbicos, eles serão absorvidos", garante.

Concebidos em óxido de manganésio, os nanofios mantêm-se estáveis a altas temperaturas, o que permite que o petróleo absorvido seja retirado depois do material ser aquecido a uma temperatura superior ao ponto de ebulição do combustível. Este evapora-se e pode ser condensado de novo para o seu estado líquido. Tanto o combustível como a membrana podem ser usados novamente.

http://downloads.officeshare.pt/expressoonline/Video/OilVideo_300508.swf