Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

MAI ordena “inquérito técnico urgente” na queda do helicóptero do INEM

José Coelho/ LUSA

O ministro da Administração Interna ordenou a abertura de um inquérito técnico urgente para perceber o que correu mal com os alertas na queda da aeronave do INEM

Expresso / Lusa

"O Ministro da Administração Interna determinou à Autoridade Nacional de Proteção Civil a abertura de um inquérito técnico urgente ao funcionamento dos mecanismos de reporte da ocorrência e de lançamento de alertas em relação ao acidente que envolveu o helicóptero do INEM e que vitimou quatro pessoas", refere um comunicado do MAI enviado às redações.

A queda do helicóptero do INEM, ao final da tarde de sábado, no concelho de Valongo, distrito do Porto, causou a morte aos quatro ocupantes. A bordo do aparelho seguiam dois pilotos e uma equipa médica, composta por médico e enfermeira.

A aeronave em causa é uma Agusta A109S, operada pela empresa Babcock, e regressava à sua base, em Macedo de Cavaleiros, Bragança, após ter realizado uma missão de emergência médica de transporte de uma doente grave para o Hospital de Santo António, no Porto.


Este é o acidente aéreo mais grave ocorrido este ano em Portugal, elevando para seis o número de vítimas mortais em acidentes com aeronaves desde janeiro.