Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Jornalistas do Expresso vencem Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2018

Marta Gonçalves e Nuno Botelho distinguidos por trabalho publicado no Expresso Diário

Fotografia de Nuno Botelho publicada no trabalho agora premiado

Fotografia de Nuno Botelho publicada no trabalho agora premiado

nuno botelho

A reportagem Gente bonita come fruta feia: as virtudes da imperfeição, publicada no Expresso Diário em junho do ano passado, foi a vencedora do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2018, ex-aequo com a reportagem da SIC “Os 25 Anos da Associação Abraço”, na categoria Trabalhos Jornalísticos.

Vencem ex-aequo Marta Gonçalves e Nuno Botelho pelo trabalho jornalístico Gente bonita come fruta feia: as virtudes da imperfeição e Isabel Osório pela reportagem televisiva Os 25 Anos da Associação Abraço”, lê-se na nota enviada às redações pela Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES). “É também atribuída uma Menção Honrosa a Pedro Vasco Oliveira, pela grande reportagem Confederação Portuguesa de Economia Social: Nascimento de uma organização impensável há pouco mais de um ano, publicada no jornal Solidariedade.”

A Fruta Feia é uma cooperativa que tem como objetivo reduzir o desperdício alimentar, comprando aos produtores aquilo que as grandes superfícies comerciais não querem e vendem depois aos seus associados em cabazes aos seus associados. “Desperdiçar apenas por razão estética? Estamos loucos?”

O Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio distingue nas várias categorias trabalhos que ao longo do ano marcaram em domínios relevantes para a Economia Social. A entrega dos prémios acontece a 24 de janeiro na Sociedade Portuguesa de Autores, em Lisboa, no âmbito das celebrações dos 50 anos da morte de António Sérgio. Pode consultar AQUI o programa.

  • “Gente bonita come fruta feia”: as virtudes da imperfeição

    É uma daquelas pessoas que não compram fruta feia, tocada, pequena, defeituosa, manchada, imperfeita? Então isto é para si. É uma daquelas pessoas que não se importam de comprar fruta feia, tocada, pequena, defeituosa, manchada, imperfeita? Então também é para si. “Desperdiçar apenas por razão estética? Estamos loucos?”