Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Angola quer as suas bonecas de volta

Bonecas angolanas do Museu de Etnologia, em Lisboa, integram as peças que a ministra de Angola vê como tendo valor identitário

Emmanuel Macron abalou os alicerces museológicos europeus ao institucionalizar a discussão sobre a restituição de bens culturais aos países de origem. Portugal ainda não despertou para o problema, mas em Luanda a reivindicação de obras já está a ser preparada

Gustavo Costa

Correspondente em Luanda

Nuno Fox

fotos

Fotógrafo

O debate sobre a devolução de bens culturais às ex-colónias ainda não rebentou em Portugal. Mas vai acontecer. Angola está a preparar um amplo levantamento das peças que quer ver restituídas, incluindo as que estão sob a tutela de museus nacionais.Veja mais na edição em papel do Expresso.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para descarregar as edições para leitura offline)