Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Guardas dominam protesto de reclusos na prisão de Custóias

Reclusos de três pavilhões recusaram deixar-se fechar. Foram usadas balas de borracha para controlar a situação

Balas de borracha tiveram de ser usadas esta quarta-feira na cadeia de Custóias, no Porto, depois de os reclusos de três pavilhões se terem recusado a deixar fechar, avançou a SIC Notícias.

A situação está controlada, disse à estação televisiva Jorge Alves, do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional, ainda que se possa “manter a tensão para a tarde”, conforme afirmou ao Expresso Júlio Rebelo, do Sindicato Independente dos Guardas Prisionias.

Estiveram envolvidos os reclusos das alas A e B, adianta o “Correio da Manhã”.

Incidente acontece um dia depois do motim registado na noite desta terça-feira no Estabelecimento Prisional de Lisboa, desencadeado como forma de protesto pelo cancelamento das visitas.