Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Chamava-se Carla Amorim, era guarda prisional e foi morta a tiro durante uma ação de formação

Uma guarda prisional de 32 anos morreu esta terça-feira de manhã durante o treino de tiro anual. Carla Amorim foi atingida por uma bala no peito, a arma foi disparada por um formador. O acidente aconteceu na carreira de tiro do Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira