Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Inquérito a crianças sobre orientação sexual: Ministério remete caso para a Inspeção-Geral de Educação

Questionário foi colocado numa escola do Porto a alunos entre os 9 e os 10 anos e perguntava se sentiam atração por homens, mulheres ou ambos

O Ministério da Educação anunciou esta quinta-feira ter remetido à Inspeção-Geral de Educação e Ciência o caso do inquérito que questionava alunos de 9 e 10 anos sobre se sentiam atração por homens, mulheres ou ambos.

O questionário em causa foi aplicado a uma turma do 5º ano da Escola Básica Francisco Torrinha, no Porto, e chegou ontem ao conhecimento público através das redes sociais. Questionado então pelos jornalistas, o Ministério da Educação informou desconhecer o inquérito e garantiu tratar-se de um “caso isolado” e não autorizado pelos serviços competentes.

Em comunicado enviado agora às redações, o Ministério anuncia que, “após recolha de informação, o assunto foi encaminhado à Inspeção-Geral de Educação e Ciência”.

Entre as perguntas colocadas aos alunos também se questionava se namoravam atualmente e se já tinham namorado antes. A direção do Agurpamento Garcia d’Orta não quis prestar esclarecimentos sobre os objetivos daquele trabalho realizado com os alunos, supostamente na nova disciplina de Cidadania e Desenvolvimento.

Já a Associação de Pais considerou que as perguntas eram “desadequadas”, mas manifestou a sua confiança no trabalho da escola, lamentando as “proporções desadequadas” que o assunto atingiu.