Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Incêndios: Meios aéreos ativados em Sintra

Incêndio na Serra de Sintra

PEDRO NUNES

Os meios aéreos ativados para combater o incêndio que deflagrou na madrugada de ontem em Sintra e Cascais já estão a operar. Fogo não está extinto. Não há vítimas mortais.

Quatro aviões anfíbios, dois helicópteros, um pesado e outro ligeiro, e um avião de reconhecimento já foram acionados para combater o incêndio na serra de Sintra, no distrito de Lisboa, avançou à Lusa uma fonte da Proteção Civil. No local, várias aeronaves já estão a operar.

“São os meios aéreos que estão acionados e a todo o momento começarão a chegar ao teatro das operações”, adiantou o comandante Paulo Santos, oficial de operações da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC).

Segundo o comandante Paulo Santo, “o incêndio ainda não está dominado”, mas “as operações estão a decorrer favoravelmente”.

“A cabeça do incêndio mantém-se ainda ativa, existem ainda muitos pontos quentes e pontos sensíveis que durante as próximas horas ainda vão ocupar os combatentes”, acrescentou.

Cerca das 07:45, o incêndio estava a ser combatido por 740 operacionais, apoiados por 219 veículos

O incêndio que deflagrou no sábado na serra de Sintra provocou ferimentos ligeiros em dois bombeiros, afetou uma casa de habitação e obrigou à retirada de 47 pessoas de casa, residentes em habitações das aldeias de Biscaia, Figueira do Guincho, Almoínhas e Charneca.

O fogo estava a ser combatido por 726 operacionais e 214 meios terrestres às 07:00.

O incêndio deflagrou no sábado, às 22:50, na zona da Peninha, serra de Sintra, tendo alastrado ao concelho de Cascais, num combate às chamas muito dificultado pelos ventos que chegaram a ter rajadas de 100 quilómetros por hora.

Também foi evacuado o Parque de Campismo da Areia, no Guincho, tendo sido transportados os seus ocupantes para o Pavilhão Dramático de Cascais.