Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Inspector da PJ Militar diz que está arrependido

O inspetor da Polícia Judiciária Militar que coordenava a investigação do caso de Tancos diz que está arrependido e que apenas cumpriu ordens. O militar deverá ser detido agora que regressou de uma missão em África. Quanto ao chefe do estado maior do Exército e ao Ministério da Defesa mantêm o silêncio