Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Prò menino e prà menina

A gama Ceed foi renovada este ano e é uma das maiores ofensivas da Kia. No início do próximo ano, ao hatchback e ao sportwagon junta-se uma versão shooting break. Chama-se ProCeed e o jornalista Rui Pedro Reis esteve em Barcelona na revelação mundial, onde falou com o homem responsável pelo design que vai dar que falar

Rui Pedro Reis/SIC, em Barcelona

O porto de Barcelona foi o cenário escolhido pela Kia para a revelação europeia do Proceed. Europeia até porque o modelo é mesmo um exclusivo para os mercados do Velho Continente. A ideia é juntar à gama Ceed um modelo menos racional, mais emotivo, e com um design aspiracional.

O novo automóvel, que já tinha sido antecipado num concept, estava escondido numa caixa gigante, ao estilo de um contentor. Minutos depois da revelação, ouviam-se os primeiros comentários. Muitas vozes falavam de linhas a lembrar as shooting break da Mercedes e uma traseira a fazer lembrar o Panamera.

Assinatura com marca

O homem responsável pelo desenho é alemão e um nome bem conhecido. Peter Schreyer tem no currículo, entre outros, o desenho do Audi TT. Desde 2006 que está com a Kia e tem sido responsável pelo rejuvenescimento da marca coreana. O designer assume a inspiração nos modelos da Mercedes por terem sido os fundadores do conceito: uma carrinha mais estilizada e com perfil mais jovem.

Schreyer sublinha que a Kia está assumir um risco que é também uma aposta: deixar de ser apenas uma marca com produtos racionais e entrar num mercado de automóveis aspiracionais. Termina a deixar bem claro que o Kia ProCeed não é uma abordagem premium, mas sim um automóvel generalista com uma aposta no design, no prazer de condução e na diferença.

Em contagem decrescente

A expectativa é grande para saber se os consumidores vão aderir à proposta da Kia, que ainda não tem preço mas já se sabe que vai andar acima da carrinha Ceed. O estilo carrinha coupé compromete ligeiramente o espaço da bagageira. Mesmo assim são 594 litros, o que já dá para uma viagem longa em família.

Em matéria de motores, a gama vai contar com três opções a gasolina e apenas uma variante a gasóleo. Nos motores a gasolina, o mais acessível é o 1.0 TGDi, com 120cv. Segue-se o 1.4 TGDi com 140cv, que poderá bem ser a escolha acertada porque vai ter uma diferença de preço a rondar os 2500 euros face ao 1.0. O modelo mais emocional fica reservado ao Kia Proceed GT. É movido pelo 1.6 TGDi com 204cv. Quanto ao motor diesel, é o 1.6 CRDi com 136cv.

Em matéria de dinâmica, a Kia promete surpreender. A baixa altura ao solo e a suspensão independente às quatro rodas são alguns dos ingredientes que conferem um comportamento mais dinâmico ao ProCeed. Como partilha a plataforma do Ceed 5 portas, o ProCeed tem a mesma distância entre eixos, embora o comprimento total seja maior, mesmo 5mm face ao sport-wagon, num total de 4605mm e mais baixo 43mm.

O interior do ProCeed não é tão inovador, mas mesmo assim consegue ser mais desportivo na aparência e com materiais mais cuidados. Mesmo que não tenha o ADN de um Hyundai i30N, nem é isso que se pretende, o Kia ProCeed vai marcar a diferença num segmento familiar onde a racionalidade por vezes aborrece uma clientela mais jovem e urbana. Chega no início de 2019 e promete ser um dos lançamentos mais aguardados do novo ano.

Ficha técnica

Motor
1353cc
204cv
242nm às 1500 r.p.m. - 3200 r.p.m.

Transmissão
Dianteira
Manual 6 velocidades/Automática 7 velocidades DCT

Prestações
N/D

Consumos
N/D

Preço N/D