Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Comissão parlamentar de Educação quer ouvir ministro sobre precariedade no ensino superior

PCP diz que a atual situação no setor reflete “décadas de subfinanciamento e de desvalorização”, que exigem medidas que rompam com este caminho e permitam a resolução dos problemas

A comissão parlamentar de Educação e Ciência aprovou nesta terça-feira um requerimento do PCP para ouvir o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sobre "subfinanciamento e precariedade no Ensino Superior". Segundo o PCP a atual situação no setor reflete "décadas de subfinanciamento e de desvalorização", que exigem medidas que rompam com este caminho e permitam a resolução dos problemas.

"Os orçamentos das instituições de ensino superior ainda são insuficientes para cobrir as despesas de funcionamento", afirmam os comunistas no requerimento hoje aprovado, sublinhando que "falta verba" para compensar as valorizações remuneratórias que têm de ser cumpridas. O partido alega que a precariedade se mantém "elevadíssima", seja por via de bolsas, de contratações a prazo ou "de outros expedientes".

Relativamente aos alunos, o PCP alerta para os "custos proibitivos com propinas, taxas e material", além da falta de camas em residências. A comissão irá ouvir, ainda sem data marcada, Manuel Heitor sobre o que está a ser feito, qual o calendário e ações concretas.