Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Três mestrados em Gestão entre os melhores do mundo

Universidade Católica de Lisboa

D.R.

Formações da Católica-Lisbon, Nova SBE e ISCTE figuram no ranking anual do “Financial Times”

O Master in Management da Católica Lisbon School subiu oito posições no ranking do "Financial Times" (FT) que avalia os melhores mestrados em gestão do mundo. A melhoria levou a formação da Católica ao 30.º lugar mundial, ex-aequo com o da Nova School of Business and Economics (Nova SBE). O outro representante nacional na lista elaborada todos os anos pelo FT é o mestrado em Gestão de Empresas do ISCTE, que também subiu sete posições, colocando-se em 77.º lugar.

Em comunicado, a Católica Lisbon destaca o seu “melhor resultado de sempre, desde que este programa entrou no reconhecido ranking há 8 anos”. Entre os 17 indicadores de qualidade medidos pelo FT, como a média salarial após a conclusão do mestrado, a taxa de empregabilidade até 3 meses ou a proporção de alunos e docentes internacionais, a escola sublinha a avaliação obtida no critério ligado à progressão na carreira decorrente da frequência do curso. Neste campo (“carrer progress”), o Master in Management da Católica Lisbon obteve a 9.ª melhor posição entre as 100 escolas listadas.

Este é um indicador que “reflete bem o que um programa de Gestão de sucesso deve fazer para servir de plataforma de lançamento para as carreiras dos seus graduados”, sublinha ainda a instituição.

Quanto ao mestrado em Gestão da Nova SBE, a avaliação de 2018 revela uma descida no ranking deste mestrado. Caiu do 17.º lugar para o 30.º.

Daniel Traça, diretor da escola que integra a Universidade Nova de Lisboa, lembra que os resultados refletem a situação dos anos graduados há três anos. E acredita que os resultados da instituição neste ranking vão melhorar “rapidamente nos próximos anos”. Quer pelo aumento da procura por parte dos alunos – “43% já são internacionais” – quer com a mudança das instalações de Campolide para o novo campus à beira mar, em Carcavelos, inaugurado este ano letivo.

Na nova localização estão já 800 novos alunos de mestrado, “oriundos de mais de 35 países de todos os continentes”, frisa a Nova SBE.

Além do mestrado em Gestão, a Nova SBE também figura neste ranking com o Mestrado em Gestão Internacional da rede CEMS e que figura em 9º lugar. O CEMS reúne 31 das melhores escolas de gestão do mundo, sendo a Nova SBE o único parceiro em Portugal

Portugal ao lado de Canadá, Espanha e Itália

Já o mestrado da ISCTE Business School tem no indicador “value for money rank”, ou seja, a recuperação do investimento feito, a sua melhor avaliação, comparando com os concorrentes portugueses. “A 27.ª posição a nível mundial neste parâmetro resulta dos preços competitivos do programa, que permitem que os graduados recuperem o investimento académico numa janela temporal muito reduzida”, nota a escola.

Para o diretor da instituição, José Paulo Esperança, a “escola tem vivido uma década de desenvolvimento excecional, com crescente contribuição para a sociedade e aproximação às escolas de topo a nível mundial”.

O ISCTE lembra que Portugal é o sexto país com mais escolas de gestão (3) contempladas neste ranking, tantas quanto Canadá, Espanha, Índia, Itália ou China. França e Reino Unido lideram com 21 e 19, respetivamente. Seguem-se Alemanha (6), Bélgica (5) e Holanda (4).

As duas primeiras posições repetem-se em relação a 2017 e são ocupadas pelos mestrados em Gestão da Universidade de St. Gallen (Suíça) e pela HEC Paris (França). A London Business School subiu para o 3.º lugar.