Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Dispara número de alunos carenciados sem residência universitária

Reitoria da Universidade Nova de Lisboa

D.R.

Há cada vez mais estudantes carenciados a não conseguirem um quarto nas residências universitárias e aterem de procurar alternativa na oferta particular

No ano passado, cerca de 11.500 alunos de famílias com baixos rendimentos estavam matriculados longe de casa e precisavam de alojamento. Desses, 2058 (18%) ficaram de fora — o dobro do que acontecia há cinco anos, segundo dados da Direção-Geral de Ensino Superior.

“Chegam às universidades e politécnicos mais filhos de pessoas com menos habilitações e menos rendimentos. O sistema universitário está mais democrático, mas temos de estar atentos para não haver uma regressão”, frisa Luísa Cerdeira, autora do estudo “Custos dos Estudantes do Ensino Superior ”.

Os estudantes carenciados que não conseguem lugar em residências recebem um complemento de alojamento mensal que no ano passado foi, em média, de €118,23. Um valor muito insuficiente para pagar um quarto.

Para continuar a ler clique AQUI