Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Funchal suspende padre suspeito de abusos sexuais

Suspeito de ter abusado de um menor, o padre madeirense Anastácio Alves foi suspenso pelo bispo do Funchal que diz estar neste campo "em comunhão com o Papa Francisco" e condenar a pedofilia, segundo avança o Diário de Notícias da Madeira

A Diocese do Funchal interpôs uma medida cautelar para suspender o padre madeirense Anastácio Alves por suspeita de abusos sexuais, segundo avança o Diário de Notícias da Madeira.

Anastácio Alves exercia há vários anos funções de padre em França, mas o facto de ser suspeito de abuso sexual de um menor levou na Madeira o bispo do Funchal, D. António Carrilho, a decicir o seu afastamento da ação pastoral.

Segundo o Diário de Notícias da Madeira, a medida cautelar decidida pelo bispo do Funchal representa "uma importante viragem na forma como a Igreja Católica madeirense aborda este tipo de situações".

D. António Carrilho, bisbo do Funchal, assume-se neste campo “em profunda comunhão com o Papa Francisco”, no sentido em que publicamente “repudia e condena a pedofilia e é solidária com as vítimas e com as suas famílias”.