Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Em Aljustrel ainda se renovam gerações

António e Inês Guerreiro mudaram-se de Lisboa para Aljustrel em 2011, onde agora vivem com os três filhos

TIAGO MIRANDA

Em 2017, o concelho alentejano de Aljustrel teve a segunda maior taxa de fecundidade e uma média de 2,1 filhos por mulher. Melhor só em Lisboa

Até há quinze dias, Ísis era a mais nova de todos os primos. Mas no final deste ano já não será a segunda mas a terceira na escala das idades. É que além do recém-nascido, há ainda outro primo quase a chegar. “Três, mais três, mais a Ísis e a irmã, mais um, o que nasceu e o que está para nascer faz onze primos.” É assim que André Domingos, 29 anos, conta por alto o aumento da família nos últimos tempos, incluindo já as duas filhas, Ísis de três anos e Íris de sete. “Agora que paro para pensar, realmente há muita gente a nascer aqui.”

Para continuar a ler o artigo clique AQUI