Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Pais estão a criar ‘bebés de estufa’

getty

Limpeza em excesso dificulta a formação do sistema imunitário. Nunca foram tantas as crianças com doenças alérgicas, autoimunes e inflamatórias. Médicos pedem infância menos assética

A ‘doença da limpeza’ está a aumentar e a modificar a capacidade de defesa das novas gerações. Esterilizar tetinas e biberões, ferver a água, lavar a roupa a temperaturas máximas ou usar sabonetes e detergentes antibacterianos, agora espalhados pelos supermercados, quando não faltam saneamento nem água potável, está a elevar a assepsia para níveis perigosos.

Gasta-se na higiene com a convicção de que se poupa na saúde, mas os especialistas garantem que esta gestão é errada e que o custo final é caro. Por exemplo, a análise de dados científicos dos últimos 30 anos indica que a falta de exposição a agentes infecciosos pode estar na origem de cancro na medula, como leucemia.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI