Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Mais um dia de emergência em Monchique: há falhas nas redes telefónicas, autarca faz apelo urgente

MIGUEL A. LOPES/LUSA

Várias localidades na serra de Monchique estão sem telecomunicações móveis. É o quinto dia de combate aos incêndios na zona

O presidente da Câmara de Monchique mostrou-se esta terça-feira preocupado com as falhas nas redes fixa e móvel que estão a afetar o concelho, lembrando que há habitantes em zonas isoladas que apenas dispõem da rede fixa para contactar o exterior.

Rui André disse à Lusa que aguarda que as operadoras "reponham rapidamente as comunicações através de sistemas alternativos" para que seja possibilitado o contacto, sobretudo numa situação de emergência como a que se vive em Monchique, pelo quinto dia. Várias localidades na serra de Monchique estão sem telecomunicações móveis, estando as operadoras a aguardar autorização da Proteção Civil para intervir no terreno e restabelecer a totalidade das comunicações, afirmaram hoje as empresas.

A situação está, sobretudo, a afetar a rede fixa de telecomunicações e não apenas nas zonas rurais do concelho, também há falhas graves nas comunicações na vila de Monchique. Na zona urbana, desde a manhã de hoje que não há comunicações telefónicas no posto de Correios, nas agências bancárias e estabelecimentos comerciais, constatou a agência Lusa no local.

Fonte da Proteção Civil justificou a situação com a destruição de várias linhas telefónicas pelo fogo na serra de Monchique, levando a que as comunicações tivessem colapsado durante a manhã. A situação começou a melhorar ao início da tarde, embora ainda com muitas falhas e grandes dificuldades em estabelecer contactos através da rede fixa e de todas as operadoras móveis.

Neste incêndio rural, que deflagrou na sexta-feira, há 29 feridos ligeiros e um grave. Num balanço feito na segunda-feira, as autoridades informaram que arderam entre 15.000 e 20.000 hectares.