Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Fogo entrou no perímetro urbano de Monchique

Lusa

Situação permanece difícil, com ventos fortes a alimentar as chamas e a facilitar a progressão do incêndio

Monchique está novamente cercada pelas chamas e, de acordo com a SIC, o fogo já penetrou no perímetro urbano da vila, mas nenhuma casa foi afetada. O Jornal de Notícias indicou que o incêndio se encontra em progressão e estará somente a 500 metros do quartel dos bombeiros. Também o convento de Nossa Senhora do Desterro, no mesmo local, se encontra em risco e a reportagem daquela estação de televisão refere que o edifício já foi atingido.

O cenário na noite desta segunda-feira, tal como foi previsto pela Proteção Civil, mantém-se difícil e estão no terreno a dar combate às chamas mais de mil operacionais, apoiados por 341 veículos e um total de 24 máquinas de rasto. O incêndio que, pelo quarto dia, lavra em Monchique, no Algarve, voltou a agravar-se durante o dia de hoje, com ventos fortes e a temperatura a subir, e o quadro geral da operação é neste momento "muito complexo", admitiu um responsável da Proteção Civil.

Ao início da noirte, os cálculos oficiais apontavam para um área ardida de 15 mil a 20 mil hectares, mas o avanço do incêndio já terá, perto do início da madrugada, desatualizado estes números. A SIC Notícias deu conta de um corte de energia elétrica em Monchique, que entretanto foi superado. A estrada que liga Monchique a Portimão está encerrada.

O incêndio na serra de Monchique deflagrou cerca das 13h30 de sexta-feira, na localidade de Perna da Negra, tendo obrigado à evacuação de várias localidades. Ao início da tarde de hoje, a Proteção Civil informou que 95% do perímetro do fogo foi dominado, mas posteriormente registaram-se diversos reacendimentos.