Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Incêndio em Monchique desaloja 15 pessoas

FILIPE FARINHA

Situação continua por controlar no Algarve. Alertas da Proteção Civil por SMS já seguiram esta manhã para os distritos de Coimbra, Leiria Lisboa e Santarém. Em todo país, oito incêndios estavam ativos às 9h00

A situação continuava por controlar na manhã deste sábado no concelho Monchique. O combate estava a ser poiado por 188 viaturas e seis meios aéreos, de acordo com o Comando Distrital de Operações do Socorro (CDOS) de Faro. Durante a madrugada, por precaução, 15 pessoas tiveram de ser evacuadas. Às 9h00, eram oito os incêndios ativos em todo o país.

Mais de 700 operacionais ainda combatiam as chamas num eucaliptal depois de, durante a noite, ter sido ativado o Plano Municipal de Emergência e deslocados 15 habitantes da Foz do Carvalhoso por precaução. Algumas dessas pessoas foram encaminhadas para a Santa Casa da Misericórdia, duas das quais eram idosos acamados, outras duas estão numa escola, sendo que as restantes optaram por ficar em casa de familiares.

Durante a manhã de sexta-feira, cinco pessoas já tinham sido deslocadas do sítio das Taipas, logo no início do incêndio, mas o fogo acabou por seguir na direção oposta, de acordo com a Proteção Civil. O presidente da Câmara de Monchique explicou que foi ativado o Plano Municipal de Emergência e que está também a ser prestado apoio social pessoas que foram retiradas das suas casas por precaução.

SMS preventivo

Logo às 8h37 da manhã deste sábado chegava às pessoas que se encontrassemnos distritos de Coimbra, Leiria, Lisboa e Santarém, as mensagens escritas enviadas pela Autoridade Nacional de Proteção Civil, através das operadoras de telemóveis. Com o alerta de que aquelas zonas estavam sob "risco extremo de incêndio florestal" e pedindo atenção. As mesagens também estão a seguir em inglês, de forma a alcançar os telemóveis de estrangeiros.

Da primeira vez que a mensagem foi enviada, na passada quinta-feira, o número de contato estava incorreto, reencaminhando as dúvidas para um empresa de reparaçãod e vidros de automóveis. O erro foi posteriormente assumido e retificado.