Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Incêndios. Proteção Civil estende alerta especial vermelho a mais 11 distritos

Os índices de risco de incêndio no Algarve e no distrito de Beja devem manter-se no fim de semana, com um agravamento, no sábado, na região Centro

A Proteção Civil estendeu nesta sexta-feira o estado de alerta especial vermelho, o mais grave, relativo aos meios de combate a incêndios florestais, a mais 11 distritos de Portugal continental, foi hoje anunciado.

Passam a ser abrangidos por este nível de alerta, do Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro, os distritos de Lisboa, Setúbal, Évora, Santarém, Portalegre, Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Viseu, Guarda e Bragança, informa a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) num aviso à população. Estão igualmente sob alerta vermelho, desde quinta-feira, os distritos de Faro e Beja. Aveiro, Porto, Braga, Viana do Castelo e Vila Real encontram-se em alerta laranja, o segundo mais grave.

O Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro define a "prontidão e mobilização das estruturas, forças e unidades de proteção e socorro em conformidade com os riscos associados". A ANPC adverte que, devido ao tempo quente e seco, os índices de risco de incêndio estão hoje muito elevados na região do Algarve, no distrito de Beja, no interior Norte e Centro e na região de Vale do Tejo, em especial nos distritos de Santarém, Portalegre, Castelo Branco, Guarda e Bragança.

Os índices de risco de incêndio no Algarve e no distrito de Beja devem manter-se no fim de semana, com um agravamento, no sábado, na região Centro, nomeadamente nos distritos de Leiria, Coimbra e Castelo Branco, que terão "um maior número de concelhos com índices máximos" de risco de incêndio.
No domingo, o agravamento do risco de incêndio florestal estende-se aos distritos de Viseu, Porto, Braga e Vila Real.