Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Tolentino de Mendonça ordenado arcebispo este sábado em Lisboa

Tiago Miranda

A cerimónia de ordenação do padre e poeta decorre no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, e é presidida pelo cardeal patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente. A partir de setembro, Tolentino de Mendonça passará a dirigir o Arquivo Secreto do Vaticano

Uma cerimónia presidida pelo cardeal patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, marca, este sábado à tarde, a ordenação do padre e poeta Tolentino de Mendonça a arcebispo.

Na celebração, Tolentino de Mendonça tem como bispos co-ordenantes o cardeal António Marto, bispo de Leiria-Fátima, e Teodoro de Faria, bispo emérito do Funchal.

Sendo elevado a arcebispo, recebe simbolicamente a antiga sede episcopal de Suava, no norte de África.

Padre e poeta, mas também ensaísta e professor, Tolentino de Mendonça, nascido na Madeira em 1965, dirige a partir de setembro a biblioteca do Vaticano, nomeado para o cargo pelo Papa Francisco. Será, oficialmente, arquivista do Arquivo Secreto do Vaticano e bibliotecário da Biblioteca Apostólica, passando a tutelar a mais antiga biblioteca do mundo.

Tolentino de Mendonça tornou-se padre aos 24 anos, quando editou também o seu primeiro livro de poesia.

É autor de dezenas de publicações, especialmente de poesia, mas também de ensaios e textos pastorais, e foi galardoado em 2001 com a ordem do Infante D. Henrique, e em 2015 com a Ordem de Sant'Iago de Espada.

Doutor em Teologia Bíblica, é antigo vice-reitor da Universidade Católica e diretor da respetiva Faculdade de Teologia, consultor do Conselho Pontifício da Cultura, reitor do Pontifício Colégio Português em Roma e diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura da Igreja Católica em Portugal.