Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Risco de fogos florestais aumenta esta segunda-feira

Figueira de Castelo Rodrigo, no distrito da Guarda, está esta segunda-feira em risco máximo de incêndio e cerca de meia centena de concelhos do país estão em risco muito elevado

A Autoridade Nacional de Proteção Civil mantém o alerta de risco muito elevado para esta segunda-feira em quase todos os concelhos da Beiras interiores, Trás-os-Montes e a sul, nos concelhos do sotavento algarvio.

Cerca de meia centena de concelhos de Faro, Castelo Branco, Portalegre, Guarda, Viseu, Bragança e Vila Real estão hoje em risco muito elevado de incêndio. Mais de 60 concelhos dos distritos de Faro, Évora, Beja, Portalegre, Castelo Branco, Lisboa, Santarém, Coimbra, Viseu, Guarda, Porto, Aveiro, Vila Real e Bragança em risco elevado de incêndio.

O risco de incêndio engloba cinco níveis, que podem variar entre o "reduzido" e o "máximo". O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

A ANPC recorda que não é permitido, nomeadamente, fazer fogueiras, utilizar equipamentos de queima e de combustão, queimar matos, lançar foguetes, fumar ou fazer qualquer lume em espaços florestais.