Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

INEM viola regras no socorro com hélis

Médica de turno não estava na base aérea. Trabalhadores vão fazer queixa da diretora às autoridades

A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde e a Provedoria da Justiça vão ser chamadas a investigar a utilização dos helicópteros ao serviço do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). Em causa está a violação de procedimentos pela responsável do Departamento de Emergência Médica e dos meios aéreos durante a Páscoa e o Natal do ano passado. Documentos relativos às escalas nestes dois períodos festivos, a que Expresso teve acesso, estão desaparecidos do INEM, que já apresentou uma queixa-crime sobre esta matéria.

Leia mais na edição do Expresso deste sábado.

  • Anestesista foi afastado ao início da tarde desta sexta-feira pelo conselho diretivo do Instituto Nacional de Emergência Médica. Em causa está a "perda de confiança" no responsável