Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Henrique Sá Pessoa e José Avillez lamentam morte de Anthony Bourdain

“Deixa uma marca, não só na gastronomia, mas na forma como transmitia com paixão os seus programas”, referiu Henrique Sá Pessoa

O chefe de cozinha José Avillez considerou nesta sexta-feira que a morte de Anthony Bourdain é uma "enorme perda" na gastronomia e o também chef Henrique Sá Pessoa destacou "o espírito de um homem que nunca se preocupou em agradar ninguém". Depois do anúncio da morte do norte-americano, aos 61 anos, ambos os chefs portugueses, premiados com estrelas Michelin, lamentaram o sucedido.

"Acima de tudo deixa uma marca, não só na gastronomia, mas na forma como transmitia com paixão os seus programas [televisivos]", referiu Henrique Sá Pessoa à agência Lusa. O chefe de cozinha recordou a escrita de Anthony Bourdain, acreditando que os seus textos "descreverem tão bem os sítios por onde passava, retratando-os num todo, não só a nível gastronómico", como fez em Portugal. "Acima de tudo, ele preocupou-se em retratar o povo português", explicou.

Para Henrique Sá Pessoa, o famoso chefe de cozinha norte-americano era "um homem com um perfil e espírito livre, que era o que era e que nunca se preocupou em agradar ninguém". "Lamentamos profundamente o desaparecimento de Anthony Bourdain. É uma enorme perda para o mundo da gastronomia. Os nossos pensamentos estão com a família e os amigos", lê-se na publicação do chefe de cozinha José Avillez no Facebook.

O famoso chefe de cozinha cometeu suicídio por enforcamento, confirmou hoje o Ministério Público da localidade francesa de Colmar, onde este se encontrava em trabalho. Bourdain encontrava-se em França a trabalhar num programa sobre Estrasburgo e foi encontrado morto no seu quarto de hotel pelo chefe francês e seu amigo Eric Ripert.

A estação de televisão em que Bourdain trabalhava, a CNN, tinha avançado anteriormente com a notícia da morte referindo também as circunstâncias da morte. "É com imensa tristeza que podemos confirmar a morte do nosso amigo e colega Anthony Bourdain", revelou a CNN em comunicado.

Com o seu premiado programa "No Reservations", Bourdain viajou por uma série de países, à procura dos seus pratos característicos, visitando Portugal em quatro ocasiões e passando por Lisboa, Porto e Açores.