Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

13 de maio reúne 210 mil peregrinos em Fátima

Número de peregrinos que marcaram presença na Cova da Iria é muito semelhante ao do ano passado

José Ventura

Vinte e uma toneladas de velas queimadas em menos de 24 horas e 250 mil mensagens recebidas. Estes são alguns dos números da fé católica.

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

As autoridades eclesiásticas recusam-se, para já, a fazer comparações com as enchentes de outros anos, mas os dados oficiais são animadores: 210 mil peregrinos de pelo menos 24 países estiveram durante o dia e noite de ontem no Santuário de Fátima.

Este número é muito semelhante ao registado no ano passado nas celebrações do 13 de maio, em que também um pouco mais de 200 mil pessoas marcaram presença na Cova da Iria. "Revelam por si uma forte mobilização da fé cristã", diz ao Expresso uma fonte oficial do santuário.

Nada bate, porém, o recorde de quando o Papa Bento XVI marcou presença em Fátima, entre 11 a 14 de maio de 2010. Então, entre 400 a 500 mil peregrinos assistiram à missa que encerrou a peregrinação internacional aniversária.

21 toneladas de cera queimada

Este ano, pelo menos 21 toneladas de velas foram já queimadas no tocheiro do Santuário de Fátima, revela ao Expresso o Centro de Comunicação do Santuário de Fátima.

"O número deverá ser muito superior, pois só foram contabilizadas as velas queimadas entre domingo à noite e segunda-feira à tarde, dia em que começou a peregrinação internacional aniversária. Durante a noite de ontem, terão sido muito mais as velas derretidas pelos peregrinos", acrescenta a mesma fonte.

A entrega de velas para derreter no tocheiro do santuário é uma das formas mais tradicionais de cumprimento de promessas neste templo mariano. Durante todo o dia de segunda-feira, não faltaram filas de centenas de pessoas junto ao tocheiro, ao lado da Capelinha das Aparições.

O santuário recebeu durante o ano passado mais de 240 mensagens destinadas à Virgem de Fátima, adianta Carlos Cabecinhas, o reitor da instituição, explicando tratar-se, maioritariamente, de pedidos de oração dos peregrinos relacionados com vivências pessoais.

Destas mensagens, 68 mil foram escritas em língua inglesa, seguindo-se 61 mil em língua portuguesa. Mais de seis mil vinham acompanhadas de fotografias.