Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Exportações para Itália dispararam em 2018 e a culpa foi do T-Roc

Uli Sonntag

A Autoeuropa produziu entre janeiro e novembro de 2018 26.529 unidades do SUV T-Roc para o mercado italiano, 11 vezes mais do que no mesmo período de 2017

As exportações para Itália quintuplicaram em 2018 e o principal responsável é o T-Roc, o novo modelo automóvel produzido na fábrica da Autoeuropa, em Palmela, mas não só, avança o “Jornal de Negócios” esta quinta-feira.

De acordo com últimos os dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), entre janeiro e novembro de 2018 as exportações portuguesas de mercadorias cresceram (ao nível global) 4,9% face a 2017. No mesmo período, para Itália as vendas subiram 24,7%.

Os dados do INE mostram que a exportação de carros cresceu 275 milhões de euros, para 458 milhões de euros, duas vezes e meia mais do que o verificado nos mesmos 11 meses de 2017.

No ano passado, o material de transporte passou de terceiro produto mais exportado para Itália, para primeiro, com um peso de 21% no total das vendas de bens para este mercado.

Os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP) mostram que o número de unidades produzidas pela Autoeuropa para vender em Itália disparou: a fábrica produziu entre janeiro e novembro de 2018 26.529 unidades para este mercado, 11 vezes mais do que no mesmo período de 2017.