Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Caixa está disposta a financiar “parte” da nova Comporta, garante Paulo Macedo

Luís Barra

A Caixa Geral de Depósitos é a principal credora do fundo imobiliário da Comporta - a dívida aproximava-se de 118 milhões no final de 2017 e deverá agora estar mais perto dos 130 milhões, devido aos juros

A Caixa Geral de Depósitos (CGD), a maior credora do fundo imobiliário da Herdade da Comporta, está disposta a participar de forma parcial no financiamento da nova fase do empreendimento de Alcácer do Sal e Grândola, avança o “Jornal de Negócios” esta sexta-feira. Foi o próprio Paulo Macedo, CEO da Caixa, que confirmou esta informação.

“Estamos disponíveis para financiar uma parte deste novo projecto”, disse ao matutino, à margem da conferência Fórum Banca, que teve lugar esta quinta-feira. Para Macedo, é óbvio que “está fora de questão financiar a 100% ou 90%, etc.”.

Na terça-feira, lembremos, foi aprovada a venda dos dois principais ativos do fundo imobiliário da Comporta ao agrupamento liderado por Claude Berda e Paula Amorim. A Caixa Geral de Depósitos é a principal credora deste fundo - a dívida aproximava-se de 118 milhões no final de 2017 e deverá agora estar mais perto dos 130 milhões, devido aos juros.

“Se for um bom projeto, com bom devedor, com boas condições de risco, queremos fazê-lo”, disse Paulo Macedo.