Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Erro informático em Bruxelas expõe dados pessoais de autarcas portugueses

DOMINIQUE FAGET/Getty

Durante quatro horas, no dia 15 de maio, os dados de 11.402 câmaras municipais –moradas, números de telemóvel e assinaturas de presidentes – estiveram acessíveis online, revela um relatório técnico feito pela Direção Geral das Comunicações da Comissão Europeia

A 15 de maio deste ano, ocorreu em Bruxelas a maior fuga de informação de dados pessoais de presidentes de câmara de que há memória na Europa. Os dados de 11.402 câmaras municipais europeias que se haviam candidatado ao programa Wifi4EU, entre as quais 241 de Portugal, estiveram expostos na internet, conta o “Jornal de Notícias” esta quarta-feira.

Durante quatro horas, moradas, números de telemóvel e assinaturas de presidentes estiveram acessíveis online. Esta fuga, na época, foi omitida nos gabinetes da Comissão Europeia em Bruxelas. Porém, um relatório técnico feito pela Direção Geral das Comunicações da Comissão Europeia (DG Connect), a que o “JN” teve acesso, trouxe a público esta situação.

A plataforma Wifi4EU trata-se de um projeto comunitário que financia a instalação de Internet sem fios nos espaços públicos. Devido à fuga de informação, a CE cancelou o concurso em causa.