Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Inquilinos e senhorios têm de fazer três seguros

Secretária de Estado da Habitação diz que sem benefícios fiscais não há rendas acessíveis. Em entrevista ao “Jornal de Negócios”, a poucos dias do Parlamento votar o pacote de medidas do Governo para o arrendamento, Ana Pinho anuncia três seguros obrigatórios

"Basicamente, trabalhamos num pacote de três seguros, que será obrigatório no âmbito do programa de arrendamento acessível", afirma Ana Pinho, secretária de Estado da Habitação, em entrevista ao “Jornal de Negócios”.

A poucos dias de o Governo apresentar no Parlamento o pacote de medidas que tem estado a preparar para o arrendamento acessível, Ana Pinho diz que o pacote de seguros inerente está pronto. Dois deles serão suportados pelos inquilinos, que ficam dispensados de ter fiador, e o terceiro fica a cargo do proprietário.

"Tem um seguro que é o mais tradicional, que é o seguro de renda, ou seja, protege o proprietário no caso de haver incumprimento no pagamento da renda.", explica a governante. Mas, acrescenta, "porque achamos que o risco existe para ambas as partes, associamos um seguro para os inquilinos por quebra súbita de rendimento. Que obviamente também protege o proprietário".

O terceiro seguro visa cobrar danos no imóvel e dispensa fiadores e cauções.

Quanto a valores, a secretária de Estado diz que ainda estão a ser negociados com as seguradoras. Mas, garante, "nunca será um valor que venha obliterar as vantagens".