Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Gestores da Associação Montepio ganham salários equivalentes aos de banqueiros

No ano passado, o presidente Tomás Correia recebeu cerca de 30 mil euros mensais. Paulo Macedo, líder da Caixa Geral de Depósitos, recebeu pouco mais: 30,2 mil euros

Os administradores executivos da Associação Mutualista Montepio Geral receberam, no ano passado, quase tanto como os da Caixa Económica Montepio Geral. Ou seja, ganharam como funcionários da banca. Em 2017, os encargos anuais do grupo Montepio com estes foram de quase dois milhões de euros, revela o “Público” esta quinta-feira.

De acordo com o matutino, o próximo presidente da Associação Mutualista Montepio Geral, que será eleito nas eleições agendadas para dezembro, vai candidatar-se a uma remuneração anual bruta da ordem dos 420 mil euros. Por sua vez, os executivos que integrarem a sua equipa de gestão vão receber em torno dos 335 mil euros.

No ano passado, o presidente Tomás Correia recebeu cerca de 30 mil euros mensais e os quatro vogais Carlos Beato, Virgílio Lima, Miguel Coelho e Ribeiro Mendes auferiram perto de 24 mil euros mensais.

A tabela salarial praticada no topo da mutualista rivaliza com a da banca. Por exemplo, nota o “Público”, na CGD, o maior banco do sistema, o presidente Paulo Macedo recebe mensalmente 30,2 mil euros e cada um dos sete vogais 23,2 mil euros cada.