Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Preço de venda de casas usadas quase duplicou desde 2013

FOTO JOÃO CARLOS SANTOS

Nos últimos cinco anos, os valores de venda de casas usadas subiram 46,5%, enquanto nas casas novas o aumento foi de 24,1%

O mercado imobiliário em Portugal não dá sinais de abrandamento, apesar da discussão política que corre na Assembleia da República e os alertas lançados por várias instituições europeias. De acordo com o “Jornal de Negócios” esta segunda-feira, o índice de preços da habitação do INE aumentou pelo décimo nono trimestre consecutivo e atingiu mesmo o valor mais elevado desde que há registo.

Segundo o matutino, o índice de de preços das casas já existentes (usadas) atingiu os 132,90 pontos no segundo trimestre de 2018, um aumento de 12,6% face ao mesmo período do ano anterior, revelam dados publicados pelo INE na sexta-feira. Ao mesmo tempo, o aumento no caso dos imóveis novos foi de 6,3%.

Estes números tornam-se ainda mais significativos vistos à luz dos de 2013. Nos últimos cinco anos, os valores de venda de casas usadas subiram 46,5%, enquanto nas casas novas o aumento foi de 24,1%, mostram os dados do INE.

No segundo trimestre de 2018, lembra o “Negócios”, foram vendidos 45.619 imóveis, o número mais elevado desde que há registo. Destes 45 mil imóveis, mais de 85% eram casas usadas.