Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Em 201 países, Portugal é o décimo mais democrático

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

No índice das democracias liberais, Portugal fica atrás apenas da Noruega, Suécia, Estónia, Suíça, Dinamarca, Costa Rica, Finlândia, Austrália e Nova Zelândia

De acordo com o Relatório da Democracia de 2018, Portugal é o décimo país mais democrático do mundo. Esta conclusão consta do segundo relatório anual do projecto Variedades da Democracia (V-Dem); este avalia a qualidade da democracia em 201 países de todo o mundo, conta o “Público” esta terça-feira.

No índice das democracias liberais, Portugal fica atrás apenas da Noruega, Suécia, Estónia, Suíça, Dinamarca, Costa Rica, Finlândia, Austrália e Nova Zelândia, que lideram o ranking por esta ordem.

Já nas análises mais sectoriais relativas aos indicadores eleitoral, de liberdades e de igualdades sociais, Portugal desce para o 11.º lugar, ficando em 38.º lugar em matéria de participação política.

“Portugal é um dos países em contra-tendência, já que a tendência mundial dos últimos 8,10 anos tem sido, não necessariamente de reversão, mas de alguma erosão da democracia, mesmo em democracias estabelecidas. Não só os países que não eram democráticos se tornaram mais autoritários – Rússia, Turquia -, como democracias consolidadas como o Brasil conhecerem deteriorações”, disse Tiago Fernandes, coordenador do projeto V-Dem para a Europa do Sul (Portugal, Espanha, França, Itália e Grécia), em declarações ao “Público”.