Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Laboratório militar preparado para produzir canábis medicinal

O laboratório militar já é responsável pela produção de metadona, uma série de medicamentos para doenças raras (o caso do síndrome de Menkes, por exemplo) e outros fármacos que são considerados essenciais para o exército

O Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos (LMPQF) está disponível para assegurar a produção nacional de canábis medicinal e ajudar a concretizar, assim, o decreto da Assembleia da República que entrou em vigor na semana passada, avança o “Jornal de Notícias” esta segunda-feira.

O decreto de lei em causa legaliza o uso de preparações daquela planta, desde que seja adquirida em farmácias, mediante a apresentação de receita médica. Esta possibilidade não será propriamente uma novidade para esta instituição do Exército, aponta o matutino.

Neste momento, o laboratório militar já é responsável pela produção de metadona, uma série de medicamentos para doenças raras (o caso do síndrome de Menkes, por exemplo) e outros fármacos que são considerados essenciais para o exército.

Em Itália, um dos 14 países em que é legal o uso de canábis medicinal, o exército do país é também responsável pela produção; esta iniciativa interna ajudaria a baixar o preço de produção.