Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

SNS. Mais de 233 mil consultas de oftalmologia por realizar no ano passado

getty

Em 2017, foi necessário esperar em média 180,2 dias por uma consulta de oftalmologia. A nova Estratégia Nacional para a Saúde da Visão é apresentada esta terça-feira

A especialidade de oftalmologia continua a ser uma das mais deficitárias no Serviço Nacional de Saúde, com tempos de espera muito superiores aos legislados. Só em 2017, ficaram por fazer 233.228 consultas de oftalmologia em Portugal, mais 29% do que no ano anterior, de acordo com o relatório Estratégia Nacional para a Saúde da Visão, um documento que traça o panorama atual das insuficiências da rede pública e define as linhas mestras do novo caminho a seguir até 2025. Esta notícia é avançada pelo “Público” esta terça-feira.

Ao todo, ficaram por fazer 638 consultas por dia no ano passado. Além disso, há tempos médios de espera que são “inaceitáveis”, sublinham os autores do relatório que será apresentado hoje em Lisboa.

Em 2017, foi necessário esperar em média 180,2 dias por uma consulta de oftalmologia, mais nove dias do que em 2016. Porém, registaram-se casos mais críticos: há unidades, como o Centro Hospitalar do Oeste, onde a espera média chegou aos 784 dias. No Centro Hospitalar Barreiro-Montijo atingiu os 510.

De acordo com o relatório, a nova Estratégia Nacional para a Saúde da Visão deverá passar pela criação de pontos de realização de primeiras consultas ao nível dos cuidados de saúde primários (antigos centros de saúde), para libertar os hospitais, que estão assoberbados pela crescente procura, e no alargamento e uniformização dos rastreios de saúde visual infantil e da retinopatia diabética.

Outra proposta, conta o “Público”, passa pela criação de “pontos de observação”, igualmente nos cuidados de saúde primários, para a identificação nas pessoas com 60 anos de doença ou fatores de risco para o glaucoma e a degenerescência macular da idade (DMI) — as duas principais causas de cegueira na população adulta no mundo ocidental.