Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

SEF deixou escapar três marroquinos no aeroporto de Lisboa

© Rafael Marchante / Reuters

Os três cidadãos que fugiram vinham num voo da TAP de Casablanca. Os homens viajavam com um bilhete para o Mundial de Futebol, que os isenta de visto de entrada na Rússia

À semelhança do que já aconteceu nos últimos dois anos, deu-se mais uma fuga ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de cidadãos não-europeus no aeroporto de Lisboa, no dia 10 de junho, revela o “Diário de Notícias” esta terça-feira.

Os três cidadãos que fugiram eram marroquinos e vinham num voo da TAP de Casablanca; pouco depois da sua fuga, estes indivíduos foram “detidos e presentes a tribunal”, disse fonte do SEF ao matutino.

Os fugitivos, entretanto detidos, viajavam com um bilhete para o Mundial de Futebol, que os isenta de visto de entrada na Rússia.

Esta fuga foi confirmada ao “DN” pelo Ministério da Administração Interna e o incidente foi reportado na Unidade de Coordenação Antiterrorista (UCA) do Sistema de Segurança Interna (SSI).

Em 2016, lembremos, as medidas de segurança do Aeroporto Humberto Delgado e a eficiência do SEF foram alvo de preocupação e discussão pública: deram-se três fugas muito semelhantes àquela registada este ano - um marroquino em junho, outro em julho e dois argelinos em setembro.

Já no início de 2017, voltou a ocorrer outra fuga: dois cidadãos argelinos conseguiram fintar a PSP na placa do aeroporto. Horas mais tarde, foram detidos na Gare do Oriente, ainda em Lisboa.