Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Sondagem coloca PS mais longe da maioria absoluta

O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a apresentação do balanço do programa Simplex+ 2017 e do novo Simplex+ 2018, Pátio da Galé. Praça do Comércio em Lisboa, 6 de junho de 2018. ANDRÉ KOSTERS / LUSA

ANDRÉ KOSTERS / LUSA

Intenções de voto no PS estão a cair há quatro meses consecutivos

A intenção de voto no PS registou uma erosão de 15% nos últimos doze meses, indica uma sondagem, feita pela Aximage, revelada esta segunda-feira no “Jornal de Negócios” e no “Correio da Manhã”. Eis um sinal de alerta para o Governo de António Costa.

A possibilidade de uma maioria absoluta nas próximas legislativas, a continuar a atual tendência, promete tornar-se uma miragem. Mais: as intenções de voto no PS estão a cair há quatro meses seguidos.

A sondagem do “CM” revela que a percentagem de inquiridos que afirma preferir o PS caiu 0,7 pontos percentuais, em junho face a maio, para 37%. Por comparação com junho de 2017, a quebra é de 6,7 pontos percentuais.

Já no sentido contrário, a preferência pelo PSD subiu 0,2 pontos percentuais, em junho face a maio, para 27,8%. Desde janeiro, primeiro mês com Rui Rio na liderança dos sociais-democratas, a subida foi de 1,6 pontos percentuais.

O Bloco de Esquerda, por sua vez, contabiliza uma subida de 0,3 pontos percentuais, em junho face a maio, para 10,3%, sendo o partido que mais sobe. No mesmo período, o PCP baixou 0,5 pontos percentuais, para 7,2%, enquanto o CDS baixou 0,4 pontos percentuais, para 6,3%.