Siga-nos

Perfil

Expresso

Regiões

Vinhais vai instalar contadores para amenizar consumo de água

A autarquia considera que este controlo é a única forma de evitar o consumo exagerado de água, nomeadamente na rega de campos agrícolas.

O abuso do consumo de água no concelho de Vinhais vai levar a Câmara Municipal (CMV) a colocar contadores em todas as localidades do concelho.

Actualmente, apenas 25% da população paga água, situação que deverá mudar a partir do próximo ano, já que a autarquia está a preparar um concurso para instalar contadores em todas as habitações do município.

As obras deverão estar concluídas no Verão de 2007 e, segundo o presidente da CMV, Américo Pereira, os munícipes vão ficar a ganhar. «O que as pessoas vão pagar é muito pouco quando comparado com a comodidade de ter sempre água nas torneiras», sustenta o edil.

O autarca considera que a colocação de contadores é a única forma de evitar o consumo exagerado de água, nomeadamente na rega de campos agrícolas. «Temos conhecimento que há abusos, pois o caudal que entra nos reservatórios está perfeitamente contabilizado e sabemos que a água é suficiente para o abastecimento à população em todas as aldeias do concelho», explica Américo Pereira.

O problema, lamenta o edil, «é que a água não é utilizada correctamente e, se as falhas este ano têm sido poucas, é porque temos feito um grande trabalho de sensibilização para levar as pessoas a pouparem-na».

Antes do Verão, a CMV enviou um folheto aos munícipes, no sentido de os sensibilizar para a poupança, mas, como a mensagem não foi acatada por todos, fiscais da CMV, elementos das Juntas de Freguesia e GNR têm andado no terreno para prevenir e detectar consumos exagerados. «Já foram detectados abusos, nos quais a autarquia actuará em conformidade, mas aposta é a sensibilização», salienta Américo Pereira.

Outra das soluções para garantir o abastecimento passa por cortar a água durante a noite, situação que o autarca considera inevitável. «Em algumas aldeias temos de fechar o depósito durante a noite porque é a única possibilidade de garantir o abastecimento durante o dia, evitando que as pessoas reguem à noite e de madrugada, sem deixar encher o depósito», assevera o responsável.

Sendo assim, Américo Pereira vê na montagem dos contadores a resolução do problema, «pois Vinhais tem água suficiente para o consumo doméstico».

Rio de Fornos é uma das aldeias do concelho que só tem água ao início da manhã e ao final da tarde, já que o consumo exagerado obriga a Junta de Freguesia de Vinhais (JFV) a efectuar cortes no abastecimento.

A situação não agrada à população, que está farta de passar o Verão sem ter água a correr nas torneiras ao longo de todo o dia.

No período estival, o abastecimento começa às 08h e termina entre as 10h/11h. Depois, as torneiras só voltam a pingar das 17h às 19h, «mas há dias em que nem sequer reabrem a água ao final da tarde», explicou, ao Jornal NORDESTE, um habitante sob anonimato.

A solução, segundo um outro popular contactado, poderá passar pela colocação de contadores nas casas da aldeia, já que o uso gratuito de água pode estar na origem de alguns abusos. «Rio de Fornos é uma das aldeias do concelho com mais água, só que há pessoas que a usam para regar as hortas e acaba depressa, apesar do depósito da aldeia ter capacidade suficiente para um consumo normal», revelou o habitante, que também prefere não identificar-se.

Atendendo à secura das torneiras, a maioria da população tem optado por montar pequenos depósitos junto às habitações, cuja capacidade permite garantir o abastecimento nas horas dos cortes.