Siga-nos

Perfil

Expresso

Regiões

Reforçar atractivos

O projecto da frente de mar vai tirar carros da marginal e dar prioridade aos peões.

Nuno Couto/Jornal do Algarve

Em meados do próximo ano já será possível ver uma frente de mar totalmente renovada, com a cara lavada, mais bonita e atractiva. A promessa é feita pela Câmara Municipal de Silves, que consignou as obras de requalificação da Frente de Mar de Armação de Pêra à empresa Mota-Engil. Segundo apurou o Jornal do Algarve, os trabalhos vão estender-se desde a zona do Hotel Garbe (Barranco do Olival) até à Lota. "A intenção é tirar os carros da rua para a devolver aos peões", explicou a autarca.

O projecto prevê a substituição do alcatrão na marginal, que vai ser repavimentada com calçada portuguesa em três tons (branco, preto e cinzento) em cerca de 1,3 quilómetros, com motivos alusivos à pesca e ao turismo (ondas, redes de pesca, naipe de cartas, roleta, etc.). Ao mesmo tempo, serão plantadas mais de 100 árvores na futura rua pedonal daquela vila silvense e também será colocado mobiliário urbano moderno, criadas novas praças e zonas de esplanadas e de lazer.

De acordo com informações da autarquia silvense, o custo previsto para a execução deste projecto é de seis milhões de euros e está previsto "um prazo de nove meses" para a sua conclusão. Portanto, no Verão de 2009, a vila já deverá apresentar um novo visual. "Não se pode esconder todo este emaranhado de prédios que foram sendo construídos desde os anos 60, mas vamos tentar desviar a atenção das pessoas para esta nova zo-na, que ficará muito mais atractiva", realçou Isabel Soares.

Áreas de lazer sem o atropelo do trânsito

Uma das áreas que sofrerá maiores alterações é a zona do minigolfe, cujo espaço ajardinado será remodelado. Também o apoio de restauração existente nesta zona será substituído, passando a existir "um espaço moderno e que vai garantir aos utilizadores todas as condições de higiene e saúde, bem como de conforto".

Na zona que se estende da Igreja até à Lota, a autarquia frisa que a intervenção será mais suave, atendendo à proximidade da zona mais histórica da vila. No entanto, o ordenamento do local foi pensado para "proporcionar aos residentes e visitantes a noção de que o espaço é dinâmico, pontuado e organizado por elementos diversos de arte pública urbana, mobiliário urbano moderno e funcional, bem como por equipamentos de carácter lúdico ou funcional".

Segundo o município de Silves, "esta obra permitirá criar áreas de lazer que poderão ser aproveitadas pelas famílias com toda a tranquilidade, sem o atropelo do trânsito". A autarquia garante ainda que a proposta de pedonalização das ruas não hipoteca o actual funcionamento comercial, pelo contrário: "Ao proceder-se ao embelezamento dos espaços e à sua modernização e ao zelar pela segurança dos cidadãos que circulem por Armação de Pêra, existe a preocupação de estimular o comércio tradicional, que poderá ver estas transformações como potenciadoras da melhoria dos seus negócios".

No final dos trabalhos, Isabel Soares assegura que esta vila piscatória e turística surgirá com "um rosto mais bonito, que a modernizará e ajudará a torná-la ainda mais conhecida e apreciada por todos os residentes e visitantes".